Feeds:
Antradas
Comentairos

Posts Tagged ‘Duarte Martins’

MAR MARTÍN

A “lhéngua” mirandesa é “doce como uma româ, bonita e franca”. Assim reza a lei que, há 20 anos, consagrou o mirandês como segundo idioma oficial de Portugal para preservar esta jóia da cultura ibérica com oito séculos de existência até “falada” por Astérix.

Derivado do asturo-leonês que se estendeu pelo noroeste da península, o mirandês conservou-se na comarca de Miranda do Douro, na região lusa de Trás-os-Montes, a poucos quilómetros da fronteira espanhola, uma das zonas do interior português mais castigada pelo despovoamento.

Estima-se que apenas cerca de 10.000 pessoas falam esta língua, ligada à terra e à agricultura, que se estuda nas escolas de Miranda e “falada” por personagens tão populares como Astérix e o Principezinho, referindo alguns dos títulos traduzidos para encorajar os menores a aprender mirandês.

(more…)

Advertisements

Read Full Post »

A associação Frauga e o Agrupamento de Escolas de Miranda do Douro (AEMD) apresentaram hoje duas novas publicações que serão usadas como material didático nas aulas de língua mirandesa dos estabelecimentos de ensino daquele concelho transmontano.

Segundo disse à agência Lusa o presidente da Frauga, Jorge Lourenço, os livros estão incluídos na coleção ‘L Tenedor, L lhibrico da las cuontas II e L lhibrico de ls ditos dezideiros’ (‘O andarilho dos bebés, o livrinho das contas II e o livrinho dos adágios’, no idioma mirandês).
PUB

(more…)

Read Full Post »

Os alunos do concelho de Miranda do Douro vão ter ao dispor um conjunto de seis livros escritos em língua mirandesa.

O objetivo é ajudar à aprendizagem da segunda língua oficial em Portugal, o mirandês.

Em declarações à agência Lusa, o autor das publicações, Duarte Martins, explica que se trata de literatura infantil escrita com base em recolhas efetuadas na região do Planalto Mirandês.

“Esta coleção de livros em mirandês pretende colmatar a falha existente no ensino da segunda língua oficial em Portugal”, observou o também professor de língua mirandesa. A apresentação dos primeiros dois manuais, “L lhibrico de las contas” e “L lhibrico de las adabinas”, foi feita dia 20, em Miranda do Douro.

(more…)

Read Full Post »

ROSA RAMOS

Glória Vaqueiro vai na berma da estrada, a poucos metros da fronteira com Espanha e a outros tantos da aldeia de Constantim. Equilibrada em cima da burra, faz questão de explicar o porquê do meio de transporte – cada vez mais raro, mesmo em terras de Trás-os-Montes. “Não sei andar de bicicleta e nunca tirei a carta de carro. A burra dá-me jeito para ir aqui e além e é nova, só tem seis anos. É mansinha.”

A fala da transmontana é estranha: as palavras são portuguesas, mas o sotaque faz lembrar o castelhano. Mas também não é mirandês. “Só falo mirandês com quem também fala”, avisa. Glória, a dona da burra, tem 68 anos, vive com uma reforma de 400 euros e ainda se lembra do tempo em que “toda a gente” andava de burro ou a cavalo. Até o Dr. Barros, o médico de serviço na região, que morreu “há já muitos anos”, mas que palmilhava as aldeias de Miranda do Douro a cavalo para assistir os doentes em casa. (more…)

Read Full Post »

SETH KUGEL

An old woman in a plain gray dress and a shopping bag full of oblong orange squashes called out to me from down the street. I had no idea what she was saying – and that couldn’t have made me happier. After all, I had come to her rural village – Malhadas, in the northeast corner of Portugal – with the specific hope of not understanding anyone.

“Ah, you don’t speak Mirandese,” she said, switching to Portuguese, a language I speak fluently after living for several years in Brazil. “I thought you were the guy who comes to read the electric meters.” (more…)

Read Full Post »

* RODRIGUES, Ernesto; FERREIRA, Amadeu (Coord.) (2011): “Lingua Mirandesa” in A Terra de Duas Línguas: Antologia de Autores Transmontanos. Bragança: Academia de Letras de Trás os Montes / Instituto Politécnico de Bragança / Associação das Universidades de Língua Portuguesa, pp. 435-560.

(de la Biblioteca Digital IPB)

Read Full Post »

A Câmara de Miranda do Douro e o Agrupamento de Escolas do concelho assinalaram hoje o Dia da Língua Materna através do lançamento do livro “Lhiendas i Cuontas de Casa”.

A edição resulta da compilação de uma série de trabalhos elaborados pelos alunos que frequentam a disciplina de língua mirandesa nos estabelecimentos de ensino do concelho.

(more…)

Read Full Post »

Older Posts »