Feeds:
Antradas
Comentairos

Posts Tagged ‘Lenga Lenga’

ANTÓNIO PEREIRA

Entrevista com os Pica & Trilha, com “Sonido de scachar piedra” vão buscar a inspiração à língua mirandesa para apresentar um rock original e surrealista, próprio de uma banda assumidamente rural, o rock em mirandês reinventa a tradição com o “Facebook, tratores e hard rock!” ​

Os Pica & Trilha são uma banda de rock Mirandês, com sede em Sendim Miranda do douro, composta por 5 elementos.
Emilio Martins: Vocalista
Fernando Rodrigues: Guitarra
Vitor Teixeira: Bateria
Abilio Fernandes: Baixo
Elidio Poço: Teclado

AP: Boa tarde, estamos aqui com os Pica & Trilha a fazer uma entrevista para o diário de Trás-os-Montes.
Pica & Trilha, nome mirandês, o rock mirandês, e Pica&Trilha surge do quê, como chegaram a esse nome?

Pica&Trilha: Portanto, “Pica” consistia antigamente em picar, cortar em pedacinhos as giestas e outras plantas selvagens, depois eram espalhados ao longo das ruas, uma vez que não existia alcatrão e não estavam asfaltadas, depois de decompostos eram remexidos de vez em quando com uma forquilha. Mais tarde era colocado no meio do estrume dos animais e ficava a fermentar, transformando-se um precioso fertilizante. Mas na nossa visão, “Pica” também no sentido de espicaçar, ou seja, alertar para os problemas do interior, principalmente da nossa região, Trás-os-Montes. O “Trilha”, tem a ver com a trilha, a atividade da trilha, portanto, da ceifa que envolvia o espirito comunitário, e, muita população com um objetivo comum num ritmo acelerado, com receio da chuva; Noutra vertente “Trilha” no sentido de sabermos o caminho que queremos trilhar, ou seja, defender Trás-os-Montes, criticar o abandono do interior, portanto, é nesse sentido que vem o trilha, Pica e Trilha, picamos, mas ao mesmo tempo sabemos aquilo que queremos.

(more…)

Read Full Post »

Convite para participar no dia 12 de outubro no Museu Nacional de História da Universidade Lisboa (Jardim Botánico) com danças, jogos tradicionais e divulgação da Língua Mirandesa.

Programa para o dia 12 de outubro

– 11.00 h – Abertura da exposição e venda de livros em Mirandês, tendo como entidades responsáveis a Associação de Língua Mirandesa e a Associação Nial de la Boubielha;

– 11.30 h – Abertura dos Jogos Tradicionais:

– Fito, Raiuola (Raiola), Pião, Barra e Chancas (Andas) – responsável Francisco Domingues;

– Oufecina de Jogos (oficina de jogos);

– 14.15 h – Gaita de Foles – Isidro Miguel;

– 14.30 – Alunos do Externato Príncipe Perfeito:

– Breve apresentação da Língua Mirandesa por Francisco Domingues;

– Lenga lenga – L Bielho i la Niebe (O Velho e a Neve);

– Leitura de Cuontas Tradicionales Mirandesas;

– Cantiga ‘’L Perrico Tuntico’’;

– Dança de l lhaço ls oufícios (dança do laço as profissões(Pauliteiros);

– Oufecina de Dança (oficina de dança);

– 15.00 h – Continuação dos jogos tradicionais iniciados na parte da manhã;

– Oufecina de jogos (oficina de jogos);

– Leitura de poesia em mirandês;

15.30 h – Pauliteiros de Miranda em Lisboa – Responsável Orlando Teixeira (A confirmar);

– Oufecina de dança (oficina de dança).

(de l Nial de la Boubielha, 03-10-2013)

Read Full Post »

As línguas minoritárias, como o mirandês, começam a encontrar espaços próprios para a sua divulgação, apesar da “forte pressão”, exercida sobre elas, através dos meios de comunicação e da falta da sua inclusão no sistema de ensino.

A constatação foi feita este sábado, por um grupo de especialistas, no decurso do Festival Intercéltico de Sendim (FIS) iniciativa que adoptou este ano, a língua mirandesa como “emblema” do festival.

“No caso da língua mirandesa, o português tem vindo a invadir o espaço familiar e ao mesmo tempo o espaço do trabalho e social, o que se traduz numa falta de capacidade das línguas minoritárias em resistir a esta pressão”, disse à agência Lusa, o investigador da língua mirandesa Amadeu Ferreira. (more…)

Read Full Post »

O 12.º Festival Intercéltico de Sendim realiza-se nos dias 05 e 06 de agosto, com produção e organização da responsabilidade do Centro de Música Tradicional Sons da Terra.

O Festival foi incluído pelo Fórum Europeu de Festivais de Música Folk, no roteiro dos principais festivais do género que se realizam na Europa. Em declarações à agência Lusa, o diretor, Mário Correia, disse que, por muitos que sejam os prémios e distinções acumuladas ao longo de todos estes anos, o que mais o satisfaz e motiva é a adesão e a fidelização de públicos que todos os anos marcam presença no festival. (more…)

Read Full Post »

Os Lenga Lenga, grupo de gaiteiros de Sendim, têm na forja o seu primeiro trabalho de originais. A apresentação pública está agendada para o início do próximo mês de Agosto. O novo CD dá pelo nome de “L Testemunho” e pretende enaltecer o contributo de velhos gaiteiros do planalto mirandês e dar a conhecer novos talentos.

” O objectivo passa por impulsionar tudo o que tem a ver com as raízes culturais da terra miranda, onde praticamente tudo está esquecido a este nível. Desta forma vamos divulgando um pouco da nossa música e coreografias”, disse Telmo Ramos, um dos membros da formação.

(more…)

Read Full Post »